Quase-acidente-de-trânsito nº 19

22 12 2010

Ruas sem faixa de pedestre me irritam. Quero dizer, o que mais atrasa a sua vida do que precisar ficar brincando de passa-ou-não-passa, corro-ou-não-corro com carros, ônibus e caminhões que não ligam a mínima para se você está atrasado para um compromisso ou não? As pessoas precisam saber que isso realmente é um problema no Rio de Janeiropaís. Atravessar a rua em alguns lugares tem requerido o elemento coragem aqui no estado, porque imagina um covardão tentando competir com as tantas motos e carros que incessantemente não param de aparecer do nada? O engraçado é quando uma pista  corta para duas ruas. Parece que a rua em que VOCÊ está é a única que existe. Nenhum veículo passa pela outra, é incrível. E é por isso que o brasileiro carioca precisou crescer malandro e o “jeitinho carioca” se tornou tão famoso e comentado pelo país e até pelo mundo lá fora, porque a gente precisa dar um jeito para as coisas acontecerem.

Agora eu? Eu quase morri atropelado hoje. De novo. E se eu não fosse ateu, juraria que no mínimo pelos últimos dezenove anos, Deus vem insanamente tentando me matar num acidente de trânsito. Porque não é brincadeira as vezes que eu sabe-se lá como consegui me safar de ser erguido ou ter o corpo amassado por um carro. É tipo absurdo. Eu já fui “quase” atropelado várias vezes. Carros, caminhões, motos… E por ironia do destino o único meio de transporte que conseguiu a façanha de atravessar as rodas por cima do meu corpo foi uma bicicleta. Mas a culpa dessa vez não foi minha ou da minha necessidade estúpida de provar que consigo ser mais rápido que conduções. A culpa foi da filha da puta que estava no controle dos malditos guidões. Afinal, que tipo de mente cruel e megera te pede desculpas dizendo que inocentemente SÓ QUERIA ver o que acontecia quando uma bicicleta passava por cima de uma criança de seis anos? Eu nunca vou esquecer desse dia.
Mas eu sobrevivi para contar a história.

Mesmo assim, acho que é melhor eu começar a tomar mais cuidado com o trânsito a partir de agora. Ou é melhor ir reservando um lugar VIP nas estatísticas.





O Rio de Janeiro tá bombandoooo

26 11 2010

Então eu fui obrigado a tirar férias pelo resto da semana. Ontem eu não fui à aula, perdi uma prova importante, vou ter que voltar à faculdade em Janeiro para terminar minhas obrigações acadêmicas, mas a vida continua. Quero dizer, por causa do atual estado em que o Rio de Janeiro se encontra, por que eu vou me dar ao trabalho de correr o risco de ser vítima de bala perdida enquanto passo pela Senhora da Penha a caminho da faculdade? Não, não, não, não. Fiquei em casa na quinta-feira, hoje também e pretendo permanecer no meu lar doce lar amanhã da mesma forma.

Só quero ver se segunda-feira esse circo já resolveu fazer as malas e sair da região. Vamos ver.








%d blogueiros gostam disto: