Agora que sou rica…

19 09 2010

Freguês: Quero provar essa camisa.
Vendedor: E você já viu o preço?
Freguês: Er… não.
Vendedor: Vou ver pra você.
Freguês: …
Vendedor: Trezentos reais.
Freguês: Ai, muito caro, não quero mais.
Vendedor: Nós temos blusas de 79,90 também.
Freguês: … ah ok, então tchau.

Foi o que aconteceu comigo esses dias.
E eu achei um absurdo. Estava andando pelo shopping semana passada e um atendente medíocre (e SUPER GOSTOSO, por sinal, do tipo tudo-o-que-eu-sempre-sonhei-e-nunca-vou-ter) me olhou com aquele olhar de como se me avisasse que eu estava em território de grife e aquele não era o meu lugar. Porque por favor, nem eu mereço um “e você já viu o preço?”. Ainda mais de um atendente, é demais. Até porque se ele pudesse se permitir compras roupas com os preços da loja em que ele trabalha, ele não estaria perguntando para pessoas desconhecidas se elas precisavam de ajuda nas compras. Apesar que, vamos concordar, trezentos reais por uma camisa de manga comprida com capuz é meio exagerado demais. E olha que nem era de ouro.

Mas qualquer dias desses eu volto lá e a história vai ser diferente. Do tipo:

“Agora que sou rica… embrulha a loja inteira e manda enviar pra minha casa. Beijos, meu celular é taltaltal, me liga.”

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: